Burnout, Essencialismo, Novidades e Recomeços

Burnout, Essencialismo, Novidades e Recomeços

Quem me acompanha no Instagram percebeu que já aconteceram muitas transformações na minha vida e no meu trabalho esse ano. E como parte do meu compromisso de mostrar o lado real do empreendedorismo, hoje eu quero compartilhar com você um pouco mais sobre tudo o que aconteceu e o que eu aprendi nesse tempo.

Você sabe o que é Burnout?

A Síndrome de Burnout é um termo psicológico que refere a exaustão prolongada e a diminuição do interesse em trabalhar, considerada um grande problema no mundo profissional da atualidade.

O termo Burnout é utilizado quando o motivo primário do esgotamento está correlacionado com a atividade/ambiente profissional. Já o estresse pode aparecer em vários contextos. O termo vem do idioma inglês: burn (queimar) out (por inteiro).

Muitas vezes, se faz confusão entre Síndrome de Burnout e estresse. O que acontece, na verdade, é que os sintomas do estresse estão presentes na Síndrome de Burnout. 

Fonte: Hospital Israelita Albert Einstein

Se você não sabia o que é Burnout, estamos juntos! Eu também não sabia. E o que é curioso, foi a forma como eu descobri: esse ano eu marquei “mini-férias” em Paraty, um destino que eu morria de vontade de conhecer e já tinha adiado (perdendo dinheiro e tudo!) duas vezes por conta de sobrecarga de trabalho. Era uma sexta-feira e a viagem era segunda. Eu estava tão atolada, que ainda estava pensando se iria mesmo – sério! Quando recebi no meu e-mail essa palestra da Rafa Cappai: Burnout: como me deprimi trabalhando com o que eu amo?

Assista a palestra abaixo – vale a pena.

Tive que assistir duas vezes pra me dar conta de que o que a Rafa contou na palestra era exatamente o que eu estava vivendo! Depois disso, eu decidi: vou viajar, sim ou sim!
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Não vou mentir: minha falta de planejamento para a viagem fez com que eu tivesse que trabalhar um pouquinho durante ela. Mas mesmo assim, tive tempo suficiente para descansar, estar em contato com a natureza e refletir sobre o que eu realmente esperava da vida empreendedora. A verdade é que por mais que não pareça ao empreender é muito mais fácil se sobrecarregar de trabalhos e tarefas. Temos a falsa impressão de que não podemos falar não para as coisas, não podemos falar não para clientes, não podemos falar não para “dinheiro”. E aí colocamos nossa saúde mental e física em cheque. Bizarro, né?
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
O lado bom de tudo isso é que desde o primeiro dia meu propósito pessoal ao empreender era ter uma vida mais leve e com mais sentido, e mesmo que em alguns momentos isso tenha se perdido pela sobrecarga, é o que sempre me faz voltar pra terra. Ao mesmo tempo, eu estava lendo o livro que mudou minha vida – Essencialismo (ainda vamos ter muita pauta sobre ele).
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Esse livro fala sobre tanta coisa importante, gente. Qualquer pessoa deveria ler, não só as empreendedoras.

Quantas vezes você já desviou do seus objetivos e do que é importante pra você por não saber falar não a alguém? Por achar que deveria fazer tal coisa? Por achar que deveria ter tal faturamento?

O que você estaria fazendo que teria mais sentido pra você no tempo em que fica fazendo coisas pros outros (seja prestando serviços, seja fazendo coisas para ser aceito)?

Onde você estaria agora se não desviasse dos seus objetivos pelos outros?

É ok SIM falar não pro mundo e ir viver sua  verdade.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

É um processo. Estou engatinhando nele ainda.

Voltando de Paraty, como vocês também acompanharam pelo Instagram, eu mudei de casa e de cidade. Uma mudança que estava num “vai-não-vai” super cansativo e também representou a realização de um sonho. E além do externo, mudar de casa mexe muito com a gente internamente.

Já fazia um tempo que eu questionava meu conteúdo. Inclusive, veja como a vida é, o meu Instagram com milhares de seguidores e muito conteúdo compartilhado tinha vários panes de funcionamento que dificultavam meu trabalho e eu decidi excluir a conta e começar outra. Do zero. Recomeçar (é o próximo tópico desse artigo!).

Eu sei falar sobre marketing digital e redes sociais de olhos fechados. Mas eu voltei num lugar onde já não fazia mais sentido pra mim focar nisso no meu negócio pessoal (continuo trabalhando ativamente com isso na Samadhi, vem conhecer! depois vou contar mais sobre isso também) . Decidi mudar de casa e dar um tempo da cobrança por presença nas redes sociais. Meu negócio estava caminhando mas eu, humana, não tive energia suficiente para lidar com as mudanças da vida e postar conteúdo sobre marketing como se nada tivesse acontecendo interna e externamente.

Pensei: o que além de marketing me alimenta, me faz feliz e percebo que serve as pessoas que me seguem?

Pensei, pensei… suspeitei que seria minha jornada empreendedora. Suspeitei que seria aquele projeto que ficou na gaveta porque eu precisei fazer outras coisas. Fiz uma pesquisa no Instagram e vocês confirmaram: eu tenho que falar mais sobre empreendedorismo.

E assim será. Prepare-se para muito conteúdo sobre a caminhada empreendedora e em breve, estará disponível o e-book prometido a vocês sobre os passos dessa jornada.

Irônico e clichê o assunto que eu mais gosto de compartilhar ser o que as pessoas mais gostam de ler e escutar, não?⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Enquanto escrevo esse texto, escuto uma live da Paula Quintão. Na live ela comenta sobre essa palestra, que ao assistir, vejo que tem tudo a ver com essa parte do texto.

Fica o vídeo para quem quiser ver.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

E hoje, aqui, partimos de um novo ponto. Começo uma nova etapa dessa história.

Recomendo muito que vocês leiam a série sobre recomeços postada no Instagram da minha amiga Carol Fonseca.

Te vejo aqui nesse espaço as terças-feiras, a cada quinze dias. E você pode me acompanhar aqui quase que diariamente.

Até breve!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *