fbpx

COMO DESEMPACAR SUA PRODUÇÃO DE CONTEÚDO

Essa semana a pauta de algumas das minhas conversas com colegas de profissão, mentorados e alunos foi sobre o que pode empacar uma pessoa na hora de produzir e entregar conteúdo de valor online e como driblar isso. Partindo daí decidi escrever esse texto, pois tenho certeza que você pode se identificar com algum destes problemas e encontrar a solução – acredite, é mais fácil do que parece.

Existem alguns motivos pelos quais a gente empaca quando produz conteúdo:

1. Falta de criatividade, inspiração, referências.

2. Falta de tempo, espaço, cabeça, para sentar e produzir com calma.

3. Vontade de produzir muito de uma vez só.

4. Vontade de produzir diversos tipos de conteúdo de cara.
5. Se inserir em todas as redes sociais e usar todas as plataformas de uma vez.

Se identificou com algum?

Quem dirige vai entender o que eu estou dizendo: Produzir conteúdo quase como aprender a dirigir. No inicio é difícil, parece que temos que nos esforçar muito, depois pegamos o jeito de mudar de marcha, andar no trânsito, mas fazer baliza ainda é um baita desafio, e assim vai até que tudo que envolve dirigir se torna algo intuitivo e natural. O mesmo acontece com o planejamento e a criação de conteúdo.

No começo um dos motivos mais comuns para empacar e desistir é querer fazer e ter tudo perfeito de cara, e desculpe ser a portadora dessa notícia, mas isso não vai acontecer. Não, nem que você pague alguém para fazer tudo para você.

O conteúdo tem que ter a sua cara, o seu jeito, o seu dedo. Se você trabalha com isso e já fez esse tipo de trabalho, talvez seja mais fácil, mas se sua área de atuação não for marketing você só vai aprender, lapidar e crescer, fazendo. Dentro do fazer, existe o errar, o refazer, o recalcular a rota, o mudar a rota.

Então, meu primeiro conselho é que você pare e analise tudo que está fazendo – ou que está querendo fazer – e reflita em cima deste princípio essencialista: Menos, porém melhor.

Como você pode fazer menos, porém melhor no seu conteúdo?

O que você está postando?

Esse conteúdo tem a ver com o que seu cliente ideal precisa?
Quanto trabalho você está tendo para entregar esse conteúdo?
Isso cabe na sua agenda?
Que resultados você espera ter em 6 meses a partir dessa dinâmica?

Pode ser que você já esteja postando no Instagram e em outras redes sociais e se você ainda não começou, tenho certeza de que já está fazendo mil e um planos. Se o seu caso é o primeiro, que já está postando, avalie seu conteúdo, faça enquetes com a sua audiência, veja como pode deixa-lo mais assertivo e pense o que mais você pode agregar a ele. Se você já está no Instagram e em outras plataformas, faça a mesma avaliação nelas e reflita se você dá conta mesmo de produzir conteúdo para mais de um canal.

Vou dar meu exemplo: Eu me dou muito bem com o Instagram e com conteúdos em texto (blog, e-mail marketing) portanto, essas são as coisas que eu não deixo de cuidar e de trabalhar em cima de forma alguma. Além disso, cabe na minha agenda produzir para essas plataformas. Já gravação e edição de vídeos, presença constante no Youtube, gravação de Podcast regularmente são um desafio: Dão mais trabalho para serem criados e editados e não cabem tanto na minha agenda quando se fala de tempo disponível. Eu sei que são importantes, mas antes de realmente me comprometer com a audiência eu estou testando. O que funciona para mim e para vocês? Aulões semanais no Youtube, IGTV, Lives, Podcast? Mantenho minha presença base no Instagram, blog e e-mail enquanto testo e avalio o resto. Além disso, não se esqueça: Você está na internet a negócios. Será que tudo que você quer fazer vai trazer retorno ou você vai se embananar ainda mais e perder o foco do que é essencial? A internet e as redes sociais estão aí para te apoiar no crescimento do seu negócio, não atrapalhar. Avalie o que você estará trocando em termos de tempo e resultados para investir em várias frentes online. Tenha paciência e calma, vá construindo sua presença no tempo viável.  O que acho mais incrível desse novo momento em que estamos vivendo, é que a história das pessoas ganham cada vez mais importância, os clientes gostam e admiram a curva de aprendizado de um empreendedor, se identificam com o caminho, dificuldades, vitórias… e muitas vezes, se apaixonam por isso antes de precisar efetivamente de um produto ou serviço.

Então, não tenha medo de começar em uma ou em poucas frentes, porém foque seus esforços em trabalhar da melhor maneira onde escolher ficar.

Para quem está começando e não sabe por onde ir, eu recomendo que você invista em ter um site e/ou blog e na sua presença no Instagram. Depois que você tiver um site redondo, frequência de conteúdo no Instagram, estiver a vontade gravando stories, fazendo Lives, usando o IGTV, esteja criando uma comunidade engajada com o que você fala, já esteja conseguindo trazer mais pessoas para o seu negócio, aí pense em dar um segundo passo.

Nota importante 1: Se você não tem grana para pagar alguém para criar um site e identidade visual para você, comece fazendo você mesmo pelo Wix (site) e Canva (Identidade Visual).

Nota importante 2: Se também não der para fazer você mesmo, só cria sua conta no Instagram e se joga!

Nota importante 3: Se você já estiver criando intimidade com as plataformas, tiver tendo retorno no seu negócio mas não estiver tendo tempo para criar mais conteúdos e expandir a sua atuação é SUPER válido contratar alguém. Invista sem medo! Existem vários profissionais que podem te ajudar.

Conte comigo na sua jornada!

Seja bem vindo
ao meu blog!

Por aqui, compartilho conteúdos sobre marketing consciente, bastidores do empreendedorismo real e estilo de vida.

revista coaching brasil

© Giovana Belfiore - Todos os direitos reservados - Política de Privacidade
Desenvolvido por AFETO DESIGN